LIVROS DO VELHO TESTAMENTO PARTE 3

3ª PARTE  LIVROS  DO  VELHO  TESTAMENTO

 Qual o significado de cada livro contido na bíblia?

SUB-DIVISÕES DA BÍBLIA 

A)   OS 39 LIVROS DO ANTIGO TESTAMENTO 

32- Habacuque = Leva o nome do profeta e fala sobre o justo viver pela fé. Tem 3 capítulos. 

 33- Sofonias = Leva o nome do profeta e fala sobre juízo, arrependimento e restauração. Tem 3 capítulos. 

34- Ageu = Leva o nome do profeta e fala sobre a reconstrução do templo. Tem 2 capítulos. 

 35- Zacarias = Leva o nome do profeta e visa despertar o povo para reconstrução do templo. Tem 14 capítulos. 

 36- Malaquias = Leva o nome do profeta e visa alertar o povo sobre a gravidade da desobediência, fala também sobre o dízimo. Tem 4 capítulos.

 OS LIVROS APÓCRIFOS

 

Os livros apócrifos são 7Tobias, Judite, Sabedoria, Eclesiástico, Baruque, I Macabeus e II Macabeus e 4 acréscimos (nos livros de Daniel e de Ester). Estes livros e acréscimos, foram introduzidos nas Escrituras Sagradas pela Igreja Católica a partir do concílio de Trento (1545 – 1563) a fim de legitimar doutrinas não inspiradas, tais como as rezas pelos mortos (II Macabeus 12:45,46), doutrina esta que difere e contradiz o ensino bíblico (Lucas 16:25-27; Hebreus 9:27). A partir de então a Bíblia Sagrada dos católicos passou a ser diferenciada da chamada “Bíblia dos crentes”, pois os protestantes mantiveram-se fiéis às Escrituras Originais, não aceitando tais livros e tais acréscimos. A decisão dos protestantes se baseia em muitos argumentos, entre eles, os seguintes:

a)     Os judeus nunca os admitiram como inspirados, e foi a eles que Deus, primeiramente, confiou sua Palavra (Romanos 3:2). 

b)    Depois de Malaquias, Deus fez calar os profetas até João Batista. Entre Malaquias e João Batista passaram-se 400 anos e foi exatamente neste espaço de tempo e do silêncio de Deus que estes livros foram escritos. 

Os apócrifos possuem gritantes erros doutrinários, históricos e geográficos, por exemplo: No livro de Judite 9: 10-13, Deus ajuda Judite numa mentira; No livro de Macabeus o suicídio é louvado e o seu próprio autor afirma que a origem de sua inspiração é meramente humana e falível. Em Tobias 1:3-5; 14:11 – supostamente Tobias estava vivo, quando Jeroboão realizou sua revolta em 931 a.C. e também se encontrava vivo na época do cativeiro assírio 722 a.C., mas o livro diz que ele viveu somente 158 anos; ainda neste livro é ensinado que a prática de esmolas trazem o perdão dos pecados, lemos também o anjo Rafael pregando mentiras, etc. Assim fica claro, os apócrifos não podem ser considerados inspirados por Deus e por isso não devem fazer parte da Bíblia Sagrada.